jusbrasil.com.br
19 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    João de Deus cobra políticas para diminuir acidentes de trânsito

    O deputado João de Deus (PT) ocupou a tribuna hoje, 24, para comentar uma matéria do jornal Diário do Povo sobre os acidentes de trânsito no Piauí. Ele citou que hoje existem 37 mil novos veículos em Teresina e 31.254 no interior. Ele lembrou anda que foram registrados 1.286 colisões entre veículos, provocando várias mortes e acidentes cm vítimas graves nas rodovias do Piauí.

    Antes de iniciar seu discurso João de Deus reclamou da convocação de audiências públicas sem horários, datas e nem o autor do requerimento convocando essas reuniões, como as duas que deveriam acontecer na tarde desta quarta-feira (24), às 14h para debater a situação da Universidade Estadual, e às 16h do Instituto Federal de Educação.

    Ele lembrou em seu discurso que o crescimento do volume de veículos adquiridos se deu em função da melhoria do poder aquisitivo do povo, o que ele considera um ponto positivo. Por outro lado, mais gente nas ruas eleva a probabilidade de acidentes e de mortes. Se não houver uma campanha educativa, aumento no rigor da legislação de trânsito, como a direção sem habilitação, haveremos de acompanhar a ocorrência de mais mortes e feridos nessas vias. A conta vai para a saúde, afirmou o deputado. Defendendo que a situação Precisa de ações efetivas, que possam pelo menos colocar o Piauí nos padrões mundiais aceitáveis para os acidentes de trânsito.

    Deputados lembram situação caótica do trânsito em Picos

    O deputado Warton Santos (PMDB) em aparte ao discurso de João de Deus lembrou que Picos é o segundo maior entroncamento rodoviário do Nordeste e que registra um número muito grande de alimentos. Já bati três vezes em animais entre Barro Duro e Teresina, vindo de Picos. Deveria haver um levantamento sobre qual o trecho onde há maior incidência de acidentes nas rodovias do Piauí para que o Estado possa desenvolver políticas que diminuam os números da violência no trânsito no Piauí, onde se sabe que também há uma enorme quantidade de motos circulando sem documentação e por pessoas sem habilitação, afirmou o deputado.

    O deputado Assis Carvalho (PT) lembrou que quando dirigiu o Detran-PI realizou várias campanhas para sensibilizar a população do município sobre a necessidades das blitzen. Ele lembrou que a ação conseguiu reduzir em 75% o número de acidentes em Picos. Acabaram as blitzen e as mortes voltaram a acontecer, afirmou o deputado.

    João de Deus acredita que deve haver dados estatísticos da Polícia Rodoviária Federal, do Detran-PI e de outros órgãos ligados à saúde sobre as causas, os números de mortos e feridos e levantamento sobre onde esses acidentes ocorrem. João de Deus defendeu a realização de audiência pública para discutir o assunto.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)